Google+ Followers

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Pe Amorth diz o que é Halloween!

Halloween é uma armadilha do demônio. É uma festa nojenta e me dá nojo.
Trata-se de uma coisa pagã, anticristã e anticatólica, proveniente das terras nórdicas, mas que explodiu com força nos EUA. Esta porcaria pretende, e às vezes consegue, colocar em segundo plano e ofuscar a Solenidade de Todos os Santos, que celebramos com alegria no dia 1º. de novembro.
E, assim como o objetivo do inimigo é de colocar um obstáculo à santidade, esta festa é uma idéia do demônio, que tenta destruir os planos de Deus. Halloween é uma festa pagã.
O diabo procura colocar cizânia entre Deus e o homem, não tanto por hostilidade pelo homem quanto para ofender a Deus, que é o seu alvo preferido; às vezes, ele consegue este objetivo, mesmo sabendo que será derrotado para sempre.
Os jovens infelizmente vão seguindo os embalos e isto acontece com maior intensidade nas culturas e épocas descristianizadas, como esta. Repito: o demônio sabe como agir.
 

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

ENEM 2013 : Lavagem cerebral de esquerda!



Caros mais uma vez o Enem se notabilizou por ser uma prova ideologicamente orientada.
As questões  de ciências humanas estão aí que não nos deixam mentir.
Vamos uma por uma entre as piores.
   1-  A questão 38 da prova Rosa trazia um texto de Marx sobre o sistema de produção capitalista; o texto de Karl Marx era citado para falar sobre a forma como o modo de produção muda as instituições da sociedade e para demonstrar que a política em sociedades capitalistas é totalmente serva dos interesses econômicos da burguesia.A burguesia nesse caso é qualificado como classe essencialmente opressora que expropria o trabalhador do resultado da produção.Um crítica velada a desigualdade social que,  na medida certa,  não é coisa má em si.
  2-     A questão 39 trata o atual processo de descentralização do trabalho como uma fator de aumento da opressão sobre o trabalhador.


3-      A questão 42 associa candomblé e capoeira a cultura africana  e ao rosto cultural brasileiro deixando de falar da herança portuguesa muito mais importante na construção do Brasil que a dita “cultura negra” que nada mais é que uma invenção de militantes do movimento negro que apelam a uma identidade de negritude que não existe nem na África.A dita cultura africana não é um monólito de tradição mas um conjunto de tradições de origens européias , árabes , tribais , cristãs , islâmicas , animistas , etc.
4-      A questão 44 é de cunho feminista : faz uma caricatura da sociedade brasileira do passado dando a entender que a mulher era oprimida pelos homens e que a sua vida doméstica as destinava a uma papel sem valor dentro da sociedade.
5-      A questão 45 associa diretamente ciência moderna a razão colocando indiretamente todos os outros modelos de ciência – como por exemplo a filosofia clássica medieval – fora do âmbito da razão.Descartes e Bacon são tidos portanto como os pais da racionalidade.O gabarito c da questão diz que a “investigação científica [moderna] consiste em :  c- será  expressão da razão e servirá de modelo a outras áreas do saber que almejam o progresso”.
6-      A questão 41 classifica como politicamente incorretos os filmes americanos que relacionam a África a tribalismo , exotismo e selvageria.
7-      A questão 37 é uma das mais capciosas: traz dois textos sobre questão agrária no Brasil.Um deles exalta a reforma agrária o outro critica.O gabarito traz como resposta correta a letra E que diz que o primeiro texto se refere as "correções necessárias das distorções históricas" relacionadas a questão de distribuição de terra no Brasil e que o segundo é a expressão, sem mais, dos interesses do agronegócio.Ou seja o texto que fala de reforma agrária não é expressão de nenhum interesse escuso mas o segundo que critica é. Isso é, nada mais nada menos, que a" criminalização" de todos que pensam que a reforma agrária não é o caminho. Além de representar a idéia de que existe uma questão agrária real no Brasil , coisa amplamente discutível. Em suma, a questão exige que o aluno responda conforme uma certa orientação política.
8-      A questão 27 fala de globalização em um texto que trata de mercadorias que são produzidas em um país com a matéria prima de outro, mas ao mesmo tempo de crianças iraquianas que não recebem visto para entrar na Disney.A associação entre o processo do capitalismo global e seletividade dos fluxos populacionais é forçada como a dizer : “ vejam no mundo do capitalismo não existe liberdade mas tão só liberdade para a economia..” leitura absurda se pensarmos no número de imigrantes que EUA e Europa, cabeças de ponte do capitalismo global, recebem e possuem. A questão se baseia em trecho da canção “Disneylândia”, do grupo Titãs, escrita por Arnaldo Antunes.Vejam a que nível chegamos : Titãs em uma prova que visa selecionar pessoas para o mundo universitário.Lamentável o nível a que chegamos.
9-      A questão 29 trata a Palestina como país com autoridade jurídica legítima.Sabendo que o dito “território palestino” nada mais é que base de operações do terror islâmico fico a me perguntar que tipo de legitimidade jurídica uma coisa dessa pode ter.Só mentes absolutamente antiocidentais podem considerar isso como autoridade jurídica legítima.
10-   Questão 26 : associa a ampliação dos direitos civis ao atendimento as demandas dos gays por mais liberdade.Só faltou dizer que sem casamento gay não há democracia.
11-   A questão 14 diz que a luta das Brigadas espanholas pró – república, durante a guerra civil espanhola,  era contra os “fascistas”.De repente os nacionalistas espanhóis, liderados pelo General Franco, pelo simples fato de terem recebido ajuda da Alemanha para sair do Marrocos e chegar ao território espanhol, viraram fascistas.Por que a questão não chama os brigadistas de Stalinistas já que eles receberam ajuda da URSS de Stálin ? Dois pesos , duas medidas!
12-   Questão 12 : fala da extensão de direitos aos plebeus na Roma Antiga.O problema da questão é que o gabarito diz que esses direitos consistiam em “direitos sociais”.Ora direitos sociais antes do século 19 ? Não se tratavam de direitos sociais mas sim políticos, relativos a participação nas assembléias, de terem um tribuno da plebe , etc.A releitura da História de Roma é uma clara tentativa de fazer crer que a luta histórica deve estar sempre associada a lutas sociais.Ademais a plebe era muito mais uma categoria política que social já que entre plebeus haviam os pobres , os ricos , etc.
13-   Questão 8 : trata da conquista dos Astecas pelos Espanhóis e traz um registro asteca da derrota que lamenta as mortes e a destruição causada pelos espanhóis.O gabarito que é a letra A diz que o texto se refere corretamente a “ tragédia causada pela destruição da cultura desse povo”.Para os povos dominados pelos astecas, que tinham que continuamente pagar tributos pesadíssimos e fornecer vítimas para os sacrifícios nos templos, a destruição do império não foi tragédia nenhuma mas sim libertação.E em se tratando do sistema implantado pelos espanhóis a destruição da cultura asteca representou a melhoria sensível do quadro social e econômico no México para os povos indígenas.Mas o Enem faz questão de dizer que opressor mesmo era o homem branco europeu e cristão e não o Asteca que matava milhares de índios por ano em seus templos dedicados aos seus deuses sanguinários.

Para quem quiser conferir : http://estaticog1.globo.com/2013/Vestibular/enem/prova_rosa.pdf

Gabarito Enem : http://estaticog1.globo.com/2013/Vestibular/enem/enem2013_gabarito1dia.pdf

domingo, 27 de outubro de 2013

Ateísmo começa a ser ensinado em escolas públicas!

Os alunos do ensino primário na Irlanda, pela primeira vez, irão aprender os princípios básicos do ateísmo como parte do currículo.
Segundo a revista Time, seriam cerca de 16 mil alunos a ouvir sobre os sistemas de crenças seculares ainda este ano. O novo currículo, que falará sobre humanismo e agnosticismo, é um projeto da ONG ateísta Educar Juntos. Fundada a 5 anos, seu site afirma que são um grupo dedicada a “promover o ateísmo, a razão, a ética e um Estado laico”.
As primeiras versões do material contemplam o ensino de crianças dos 4 até os 13 anos. São dez lições, uma por aula, entre 30 e 40 minutos de duração. Além disso, haverá aplicativos para smartphones e atividades interativas no seu site.
Enquanto o programa inovador é celebrado pelos defensores da educação religiosa, afetará menos de 10% dos alunos da porção sul da ilha, o norte é outro país, pertencente ao Reino Unido. Os outros 90% dos alunos estudam em escolas pertencestes à Igreja Católica. Embora controladas pelo bispo local, essas escolas católicas ainda recebem dinheiro público como parte de um acordo feito há séculos.
Para o co-fundador da Atheist Ireland, Michael Nugent, o fim deste monopólio religioso na educação é necessário. “Se os pais dessas crianças em idade escolar e sob o controle da igreja desejarem, poderão usar o nosso curso como uma alternativa para os seus filhos”.
O grupo lançou uma campanha online para arrecadar os 50 mil euros que acreditam serem necessários para fornecer o material para as escolas e dar treinamento aos professores. Por enquanto, menos da metade do alvo foi alcançado, mas segundo a ONG o dinheiro está vindo de diferentes partes do mundo, o que indica um crescente interesse pelo projeto que poderá se estender a todas as nações interessadas.
Embora em muitos países seja proibido o ensino religioso nas escolas públicas, esta é a primeira vez que ocorrem aulas sobre ateísmo de maneira programática. Contudo, é crescente o número de instituições de ensino superior na Europa e nos EUA que oferecem aulas sobre o pensamento ateísta.
Por sua vez, na Irlanda, que ainda é oficialmente católica, este ano foi publicada uma pesquisa sobre as prioridades dos cidadãos. Das 119 opções apresentadas, religião e espiritualidade ficaram nos últimos lugares.
 
Fonte: Informações da Revista Time e Michael Nugent.

sábado, 26 de outubro de 2013

Manifestação "pacífica" e vandalismo : duas faces da mesma moeda !!!



Manifestação "pacífica" do MPL em SP !

Já virou clichê global, nas coberturas das manifestações pelo Brasil durante este ano de 2013, fazer a distinção – FORÇADÍSSIMA- entre manifestantes “pacíficos” e vândalos.
Ontem ( Sexta feira dia 25/10 de 2013 ) não foi diferente.Depois de militantes do Movimento Passe Livre se concentrarem no centro da Cidade de São Paulo para protestar contra as catracas e exigir o fim das tarifas de trem, metrô, ônibus, etc, começaram os atos de vandalismo.
A Globo no entanto diz em sua cobertura que a manifestação começou “pacífica” mas acabou como sempre invadida por mascarados que deram início ao quebra- quebra geral.
Será mesmo ? Pois bem vejamos : os manifestantes ditos “pacíficos” fizeram um ato onde incendiavam uma catraca de papelão gigante criada para o seguinte fim : simbolizar o que eles desejam fazer, ou seja, quebrar , incendiar e eliminar portanto todas as catracas.Não conseguir ver a relação direta entre o ato simbólico de queimar uma catraca de papelão e a ação de vandalismo é sintoma claro de manipulação e desinformação dos fatos.Não era preciso sequer que um jornalista viesse decifrar a ligação entre uma coisa e outra para o grande público : a apresentação das imagens falam por si mesmas.No entanto a Rede Globo, passando por cima da obviedade das imagens, mais uma vez recorre ao clichê de que existiu uma primeira manifestação pacífica e só depois de terminada esta é que começou a manifestação violenta, regida por outros indivíduos estranhos ao movimento pacífico dos contra catracas.
O engraçado em tudo isso é que nunca vemos sequer uma nota de repúdio dos líderes das manifestações pacíficas contra o vandalismo.Seria de esperar isso já que se diz que eles são pacifistas! Mas não, nada disso acontece!
Por que a Rede Globo desinforma a população dessa maneira? Maquiavelismo puro e simples? Isso e mais.A Rede Globo enquanto canal de TV existe graças a uma concessão do governo e quem  manda no Brasil desde 2003 é o PT.Nada que desagrade de modo direto ao PT será noticiado na TV Globo por que isso poderia, num futuro não tão distante, fazê-la perder, senão a concessão, certas benesses do governo.Num momento em que ela enfrenta a concorrência com a Rede Record isso não seria nada bom.E o MPL é financiado pelo PT via lei Rouanet.Falar mal dos manifestantes do MPL seria colocar em xeque o plano petista para o Brasil, qual seja o de lançar as massas as ruas, incentivando a manifestação de suas insatisfações para depois disso sair com um plano mirabolante de salvação social onde buscará impor a “solução” marxista ao Brasil.A Globo busca, nesse cenário que se aproximaria do que aconteceu na Venezuela com o regime de Chavez, se safar de uma possível estatização ou intervenção do governo  mostrando sua fidelidade ao regime.
Por outro lado a adesão cega do jornalismo global ao direito democrático de manifestação não é capaz de distinguir o que é manifestação espontânea do que é armação partidária ou talvez se valha da idéia de que a manifestação é do povo para, de certo modo, esvaziar a pauta dos movimentos sociais ligados ao PT, Psol, Pstu, etc de forma indireta sem deixar as claras ao PT ( Isso considerando que a Globo não esteja completamente a serviço do poder.Embora seja inegável sua subserviência ao governo ainda não consigo admitir que entre a Globo e o PT existe uma absoluta convergência de valores e objetivos políticos).Observando o uso político que partidos estão fazendo das manifestações  para imporem suas pautas no lugar das do PT - basta ver algumas propagandas televisivas por aí : um partido em questão( se não me falha a Memória o PR)  exalta, em sua propaganda partidária,  as manifestações que qualifica de populares e as vê como via para alavancar sua plataforma política criticando o governo Dilma sutilmente – não é impossível que a Globo pretenda -ao mesmo tempo que exalta as manifestações em si mesmas tentando forçadamente associá-las ao povo e ou a seu interesse - desvinculá-la das pautas mais radicais seja dos líderes do MPL , seja da ala bolchevique do PT ou dos anarquistas encapuzados.
A reportagem sobre a manifestação referida acima pode abrir essa perspectiva de interpretação : embora a Globo não associe o MPL ao vandalismo, dedicou, no bojo de sua reportagem, mais tempo para  a agressão a PMs de SP e para retratar a indignação popular que se fez notar quando trabalhadores percebem que o sistema de transporte para na hora do rush deixando multidões sem ter como voltar para casa por causo dos “vândalos”.
O fato é que seja lá o que pretenda a Globo imagens falam mais que mil palavras : as fotos publicadas no site do MPL SP deixam claro sua ligação com o vandalismo :



 Vemos aqui nesse cartaz do MPL- que convoca para a semana de lutas pelo passe livre durante 21 a 26 de outubro de 2013-  uma catraca sendo incendiada, uma catraca real não simbólica ! Se isso não é estímulo aos atos de vandalismo o que é ? Não importa se militantes do MPL estão diretamente ligados aos atos de vandalismo ou não : as idéias do MPL e sua maneira de propagandear sua causa são instrumentos que viabilizam o vandalismo por lhe fornecer a justificativa moral para a destruição do sistema de transporte que está aí.

O MPL portanto é culpado direto pelo vandalismo.











terça-feira, 22 de outubro de 2013

O drama do "católico" liberal


Lobão , rockeiro e exmaconheiro , agora ídolo da direita "conservadora"
Incapazes de articular alternativas a dominação mental da esquerda no Brasil diversos elementos anticomunistas do país acabam se articulando em torno de figuras que outrora foram responsáveis diretos pela destruição dos critérios morais da sociedade , sem os quais se torna simplesmente impossível começar um trabalho pelo restauro da "civilização brasileira" ( ou do que se aproximou um dia de ser uma civilização aqui em nossas terras ) ou mesmo por sua criação , mas que agora se apresentam como opositores da bandalha petista - esquerdista que se instaurou por aqui.
 
A ilusão de que será bem sucedida essa união anticomunista  acomete tanta gente que até mesmo católicos sinceros passam a acreditar que uma união com anticomunistas de toda espécie ( incluídos aí liberais , neoliberais , "conservadores" , centristas , etc) será a saída para construir uma ordem moral e social minimamente decente.Não fazem distinção entre anticomunistas conservadores , liberais e reacionários : desde que alguém seja anticomunista está tudo bem, basta isso para torná-lo um cruzado capaz de lutar contra a corrupção que nos aflige.
 
O clima dominante nos círculos conservadores ( seja lá o que isso for já que nesse caldeirão conservador cabem tantas coisas que fica absolutamnete impossível definir que seja esse conservadorismo além do quadro comum de ojeriza ao petismo) é este: junta tudo que for contra o PT não importa o quê! Amanhã se aparecer algum satanista dizendo que é contra o PT eles vão dizer que se trata de uma aliança estratégica para o movimento!!
 
Estamos exagerando ? Pode ser , creio até que estamos ( usar excessos retóricos as vezes é necessário ) mas independente do exagero o espírito é este ou quase este.
 
E o caso do que a figura do cantor Lobão virou para tantos "conservadores" : um símbolo( isso demonstra que temos carência de símbolos) da luta contra o esquerdismo.De repente tudo que o sr Lobão fez para implementar o ideário liberal - radical ( um dos passos elementares para preparar a sociedade para a entrada do ideário socialista ) através de sua "música" foi esquecido em nome das críticas ao PT( O Sr Lobão irá retirar de circulação suas músicas revolucionárias ??? Um exemplo disso é a musica Pobre Deus : Com seus olhos maquiados de pavor  Aterrorizado com seu próprio terror  Deus tenta rezar, tenta rezar  pra quem?É muita mira pra pouca bala  No escuro, Deus não vê ninguém Oh! Pobre! Não sabe mais o que fazer...  Oh! Pobre deus!Não sabe mais se proteger...Dúvidas atrozes vêm lhe afligir  Com tanta onipotência para dividir  Essa realidade que é tão cruel  Invade a Deus menino a   ferro e fogo E agora vive num inferno no céu Oh! Pobre!...outro exemplo é a música Rock do Diabo : "Diabo, o diabo usa capote É rock é um toque é forte  Diabo foi ele mesmo que  me deu um toque  Enquanto Freud explica as coisas  O diabo fica dando os toques...Então é everybody rock O diabo é o pai do rock...acreditar que se pode lutar contra o esquerdismo sem ir as causas pofundas do mesmo é burrice.Se Lobão quer mesmo lutar contra isso que está aí tem que repudiar boa parte de sua obra e parar de vendê-la).  
 
Recentemente Lobão participou de uma entrevista dada ao Intituto Mises ( Von Mises economista da escola austríaca que defendia o amoralismo - ou seja a ausência de normas morais - na economia , tese condenada pela Doutrina Social da Igreja ) em que deixou claro qual é a filosofia em que embasa suas criticas ao PT : nada mais que o liberalismo radical :
 
Vejamos : "Além do fato incomum de um representante do universo musical passar com um bulldozer por cima do hype esquerdista, a perspectiva também libertária que embasa a sua visão crítica soou completamente estranha aos suspeitos de sempre. Pois, para escrever o livro e fundamentar a sua crítica, Lobão afirmou ter lido dezenas de livros e artigos, alguns dos quais de autores libertários e da Escola Austríaca publicados no site do IMB...Sou leitor do site, que me ajudou muito a escrever o livro e a ampliar a minha visão de mundo. O site tem textos maravilhosos e indicações de livros fundamentais. Você tem acesso a livros que não estão disponíveis em outro lugar. Eu devo muito ao site do Instituto Mises”, disse Lobão nesta entrevista ao Podcast." ( In : http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1593)

A questão não é se Lobão está ou não dizendo coisas reais sobre o PT.Mas se o establishment liberal por quem ele é amparado ( Não nos iludamos : Lobão é patrocinado por uma malha liberal - pragmática organizada cuja finalidade é clara : fazer do Brasil uma sociedade aberta dentro dos quadros filosóficos niilistas de Popper , Ayn Rand , Mises e cia.) é a saída : um católico que disser que sim deve rever já suas concepções sócio-políticas em clara dissonância com a Igreja.
 
O falecido e muito conhecido Prof Orlando Fedeli , fundador do Instituto Montfort deixa claro neste texto como o liberalismo é o pai do comunismo: Não é possível combater o segundo tendo as mãos o primeiro!!
 
" Evidentemente, o liberalismo é o pai do comunismo, como a Revolução Francesa é a mãe da revolução russa. E isso se prova com facilidade.A Revolução Francesa pretendeu estabelecer a igualdade de direitos políticos, estabelecendo o direito de todos a votar e a serem votados para os cargos públicos. Logo se viu, porém, que essa igualdade política era frustrada pelo poder econômico, pois quem tinha maior fortuna podia fazer maior propaganda eleitoral, e se fazer eleger muito mais facilmente do que um candidato que não dispunha de muito dinheiro para fazer sua propaganda política. Os ricos controlavam a propaganda eleitoral e ganhavam as eleições sempre. Dizia-se que todo político ou era rico, ou logo ia ficar rico…Já durante a Revolução Francesa, os jacobinos “enragés” liderados por Hébert e por Chaumette, afirmavam que seria impossível realizar a igualdade política, se não se fizesse também a igualdade econômica e social. Eram eles precursores de Marx e de Lênin.Então, o que pretendeu fazer a Revolução Soviética russa foi levar a igualdade liberal até o nível da carteira. A URSS levou o ideário liberal da Revolução Francesa e da Revolução Americana às suas últimas conseqüências econômicas e sociais"